Maturidade digital ainda é exceção entre MPEs brasileiras

Duas em cada três micro e pequenas empresas (MPEs) do país ainda estão engatinhando rumo à maturidade digital. A informação vem de uma pesquisa realizada pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O levantamento avaliou o grau de implementação de 25 boas práticas tecnológicas. A partir dos resultados, fica evidente que as MPEs têm muito a avançar para se tornarem competitivas no mercado do século XXI. Veja os detalhes a seguir.

Grau de maturidade digital das MPEs ainda é baixo

O Mapa de Digitalização das Micro e Pequenas Empresas Brasileiras reúne dados de 2.572 participantes, entre empreendimentos do setor de serviços, do comércio e da indústria. Portanto, a amostra é considerada representativa para todo o cenário nacional.

De acordo com o levantamento, 66% das MPEs ainda estão nos primeiros estágios da transformação digital. Enquanto 18% são consideradas analógicas (nível 1), outras 48% atingiram o status de emergentes (nível 2).

Para chegar a essa classificação, os pesquisadores estabeleceram uma escala entre 0 e 100 pontos, conforme as boas práticas avaliadas. Os referidos 66% da amostra não passaram da metade inferior da régua. Aliás, apenas 3% das MPEs consideradas no estudo ficaram acima dos 80 pontos, recebendo a denominação de líderes digitais.

Os números revelam que as empresas mantêm esforços para se digitalizar, mas continuam com uma estrutura de negócio tradicional. Por exemplo, a pontuação mais baixa foi obtida no quesito “estabelecer novas bases de competição”, com média de 35,02 pontos. Isso demonstra a dificuldade encontrada para se adaptar ao universo on-line e oferecer opções mais inovadoras à clientela.

Outros dados ajudam a entender melhor o tamanho do desafio. Por exemplo, a banda larga é uma realidade para 68,7% dos participantes da pesquisa. No entanto, apenas 25,4% usam serviços de cloud computing – e 21,4% têm ferramentas de cibersegurança implementadas. Ou seja: além de não aproveitarem as vantagens estratégicas da TI, essas empresas podem estar desprotegidas.

Transformação digital das MPEs pode ser simples

A pesquisa também mostra que os empresários consideram a transformação digital um caminho complexo e oneroso. “Temos que mostrar que isso não é mais verdade. Há tecnologias existentes e acessíveis a todo tipo de empreendimento. O que existe é o desconhecimento de como construir esse caminho rumo ao universo digital”, afirmou a gerente da Unidade de Transformação Digital da ABDI, Adryelle Pedrosa, em comunicado à imprensa.

Ela acredita que a digitalização é um elemento essencial para ampliar os níveis de produtividade e de competitividade do país. Mais que isso, trata-se de um requisito irreversível para a sobrevivência das organizações, inclusive das MPEs.

Saiba mais: Como investir em TI com recursos financeiros limitados

E quanto ao seu negócio? As soluções tecnológicas atuais são suficientes para atender às novas demandas do mercado?

Precisando de dicas sobre como atingir a maturidade digital em sua empresa, fale com a HT Solutions. Nossa equipe pode analisar seu projeto e ajudar você a encontrar as soluções em TI mais adequadas às suas necessidades. E o melhor: com opções que cabem no orçamento.

 

Foto: GatotAdri_Scopio

Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Tópicos relacionados

Sobre a HT Solutions

A HT Solutions é especialista em soluções de infraestrutura de TI que proporcionam agilidade, desempenho e melhores resultados para empresas na era da transformação digital.

Braço de tecnologia do Grupo Herval, grupo econômico com mais de 60 anos de atuação na indústria e varejo, a HT conta com as mais elevadas certificações da fabricantes como HPE, HP, Dell e Lenovo e é um parceiro confiável no fornecimento de tecnologia para o setor público e privado.

Receba nossos conteúdos exclusivos no seu e-mail.