Chromebook em sala de aula: propondo tarefas mais criativas

As soluções tecnológicas podem contribuir para melhorar bastante o aprendizado nas escolas. Isso porque atividades interativas, que agucem a curiosidade e a criatividade dos jovens, tornam o processo muito mais interessante. Frente a essa realidade, o uso de Chromebooks em sala de aula traz importantes ferramentas para os educadores explorarem. Conheça algumas delas a seguir.

Dicas para usar o Chromebook na sala de aula

O computador portátil do Google oferece excelentes recursos. Tanto é que se mostra uma ótima escolha seja para os alunos, seja para os setores administrativos da instituição, como já dissemos em posts passados.

Abaixo, listamos algumas sugestões de tarefas que podem ser realizadas com esse dispositivo. Com certeza, as lições vão ficar bem divertidas. Confira!

1.     Excursão virtual

Viagens de estudos são uma experiência transformadora. Afinal, nada como imergir num ambiente histórico ou numa cultura diferente para absorver o conteúdo com riqueza de detalhes!

Só que, como custa caro rodar o mundo presencialmente, o jeito é aderir aos tours virtuais. Eles também podem vir cheios de informação.

A ferramenta gratuita My Maps (Meus Mapas) permite essas excursões sem sair do lugar. O educador pode inserir notas de texto, imagens, links e vídeos num mapa. Assim dá para mostrar, por exemplo, a localização específica de um cenário onde ocorreu um evento marcante. Ou seja: a turma aprende melhor a história e a geografia de um lugar, independentemente da distância física.

2.     Imagens interativas

Recursos visuais são uma boa estratégia para ensinar conceitos da natureza, desde o processo de fotossíntese até as partes do corpo humano. Melhor ainda quando os estudantes têm a disposição um infográfico interativo, desses em que o usuário clica numa parte da imagem e tem acesso a explicações extras (em forma de áudio, texto ou vídeo).

É possível elaborar esses materiais com ThingLink ou Glogster. Você seleciona uma imagem e, em seguida, adiciona pontos clicáveis sobre ela. Cada ponto pode ter links para sites de referência na web ou mesmo vídeos elaborados especialmente para aquela aula.

Tanto professores quanto os próprios alunos podem pôr a mão na massa – ou melhor, no mouse. Em vez de pedir aos grupos para montarem um cartaz, que tal propor a elaboração de um poster interativo?

3.     Trabalho em vídeo

Aliás, na hora de apresentar um trabalho em grupo, outra opção pode ser o vídeo. Os jovens, acostumados aos stories das redes sociais, conseguem soltar a criatividade nas produções próprias!

Para gravar, basta um celular Android. Depois é só fazer o upload dos arquivos para uma conta no Google Drive.

A edição das imagens brutas é possível com a ajuda de plataformas on-line, como WeVideo. Trata-se de um jeito simples de montar os filmes, incluir trilhas sonoras e garantir um resultado de altíssima qualidade.

Gostou de saber um pouco mais sobre as aplicações do Google Chrome em sala de aula? Quer descobrir outras ferramentas tecnológicas para sua instituição de ensino? Então continue acompanhando o nosso blog. Sempre tem novidade por aqui.

E não se esqueça de entrar em contato com a HT Solutions para conhecer nossas opções em produtos e serviços. Somos especialistas em soluções de TI para organizações de qualquer segmento e tamanho. Até a próxima!

 

Foto: iStock/LanaStock

Compartilhe este artigo:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Tópicos relacionados

Sobre a HT Solutions

A HT Solutions é especialista em soluções de infraestrutura de TI que proporcionam agilidade, desempenho e melhores resultados para empresas na era da transformação digital.

Braço de tecnologia do Grupo Herval, grupo econômico com mais de 60 anos de atuação na indústria e varejo, a HT conta com as mais elevadas certificações da fabricantes como HPE, HP, Dell e Lenovo e é um parceiro confiável no fornecimento de tecnologia para o setor público e privado.

Receba nossos conteúdos exclusivos no seu e-mail.